• 10% na 1º compra com o cupom 4UDEZ

  • PArcele em até 3x sem juros

O seu carrinho está vazio

Continuar Comprando

"Life is too short for bad wine." Johann Wolfgang von Goethe

4U. wine - vinhos diferentes para surpreender você

Dirceu Vianna Jr., o único Master of Wine brasileiro e especialistas convidados como a Master of Wine inglesa Susie Barrie, degustam às cegas e selecionam somente o que merece chegar à sua taça. Não representamos marcas nem produtores para ter a liberdade de selecionar somente safras e rótulos que sejam interessantes, não só pelo seu sabor mas pela sua história e que surpreendam na relação qualidade/preço. São vinhos europeus cujas safras selecionadas são de exclusividade 4U.wine.

Esgotado

parcele suas compras em até 3x no cartão

frete para o mesmo dia (consulte seu cep)

Esgotado

Vinhas do Côa
2018

Portugal, Douro

  • Branco 13% alc.

  • 10 a 12°C

  • Bordeaux

  • Rabigato, Viosinho

  • 3 meses em tanques de aço inoxidável em garrafa por 6 meses.

O que esperar desse vinho!
Seco
Doce
- Acidez
+ Acidez
- Tanino
+ Tanino
- Corpo
+ Corpo

Maracujá, amêndoas, ameixa amarela, maçã verde e damasco.

Concentração de frutas, textura cremosa sustentada por maravilhoso frescor.

saladas, massas, frutos do mar e aperitivos.

parcele suas compras em até 3x no cartão

frete para o mesmo dia (consulte seu cep)

Um vinho branco do Douro, de cor amarela pálida de onde surgem, segundo Dirceu Vianna Jr., aromas de média intensidade que lembram frutas amarelas de caroço como maracujá, amêndoas. Para Manuel Vieira os aromas sugeridos são de frutos tropicais, alguns cítricos. Já Nuno Cancela de Abreu detecta ameixa amarela, maçã verde e damasco, num processo interpretativo que só abona a complexidade deste vinho. Na boca o vinho surpreende Dirceu pela concentração de frutas e pela textura cremosa sustentada por maravilhoso frescor. Manuel reforça e classifica como excelente a presença refrescada na boca, efeito de uma acidez viva. Já Nuno realça a secura e a boa acidez que é apresentada por este vinho. Dirceu resume: “Um vinho de uma região de clima quente que surpreende pelo frescor e elegância!”

Este vinho é de excelente qualidade podendo ser apreciado sozinho ou acompanhando saladas, massas, frutos do mar e aperitivos. Para Maria Emilia Atallah, por conta de seu caráter mineral e acídico, acompanha muito bem pratos de mesma personalidade como um peixe em crosta de sal, escabeche de sardinhas, ceviches ou até massas com molhos cremosos e cítricos, que ganharão vida com a energia do vinho.

 

Vinícola 5 Bagos Sociedade Agrícola, Lda

Enólogo Carlos Magalhães e Paulo Schreck

País Portugal

Região/Sub-região Douro /Douro Superior

Fatos Interessantes O vinhedo e a adega encontram-se dentro do Parque Arqueológico do Vale do Côa que constitui-se como o maior conjunto mundial de arte paleolítica ao ar livre com gravuras executadas há cerca de 25.000 anos. Este vinho pretende transmitir toda a tradição e sabedoria acumulada ao longo dos séculos de produção de vinho nesta região que é a mais antiga denominação de origem do mundo.

Notas do enólogo Aroma intenso e elegante de frutos tropicais com toque mineral. Na boca é um vinho elegante e fresco, com notas citrinas e com um final muito fresco e equilibrado. É um vinho muito gastronômico. Se este vinho pudesse ser resumido em 3 palavras: fresco, mineral e versátil.

Castas Rabigato (70%) e Viosinho (30%)

Contribuição da casta para a personalidade do vinho A Rabigato traz o frescor, a Viosinho a estrutura e o volume de boca. Juntas, estas castas, nesta proporção, compõem o bouquet deste vinho.

Idade média das videiras 25 anos

Tipo de viticultura Proteção integrada, onde são utilizadas a fauna e flora adjacentes para diminuir a aplicação de químicos. Análises do solo são realizadas para comprovar a não existências de substâncias químicas não autorizadas.

Área da propriedade 19 hectares Área de vinhedos 16,5 hectares Área do vinhedo específico 20 hectares

Rendimento 5.300 litros/hectare

Condições climáticas e seus feitos sobre a safra O ano de 2018 foi de pluviosidade ligeiramente abaixo da média e o de 2017 um dos mais secos dos últimos 100 anos. Com dois anos consecutivos de pouca chuva, as videiras foram menos generosas quanto à quantidade produzida de uvas mas muito competentes na habilidade de produzir uvas de grande qualidade.

Data da colheita 06/09/2018

Tipo de colheita Manual

Horário da colheita Diurno

Fatores condicionantes Todas as operações culturais são pensadas de forma a garantir a sustentabilidade do ecossistema. Por exemplo, em vez de utilizarmos herbicidas para controlar o crescimento de plantas indesejadas, utilizamos uma mistura de espécies vegetais selecionados. Esta prática, não só garante o equilíbrio natural e a biodiversidade, como tem algum efeito de concorrência com as vinhas, acentuando o lado qualitativo de ter uma produção mais baixa.

Fatos vitícolas interessantes O Douro é a maior região de vinhos de montanha do mundo. As vinhas estão plantadas com praticamente todas as exposições solares, o que permite, nos anos mais quentes, selecionar as uvas das parcelas menos expostas e, nos anos mais difíceis, as uvas das parcelas mais arejadas. A altitude das vinhas varia dos 350 aos 450 metros acima do nível do mar. O Douro é uma região de solos de xisto que são normalmente ácidos. Os solos neste caso são altamente alcalinos, devido a uma veia de calcário que atravessa a propriedade. Alguns dos melhores vinhos brancos do mundo são oriundos deste tipo de solo, fator que, associado à exposição solar, foi determinante para a decisão de plantar branco nestas parcelas.

Métodos de vinificação Fermentação com temperatura controlada e em inox para garantir a preservação da gama aromática e varietal.

Amadurecimento Em tanques de aço inoxidável 3 meses e estágio em garrafa por 6 meses (engarrafado em 09/2019).

Volume 750ml

Potencial de guarda 3 anos

Vinhas do Côa

R$ 0,01