Vinhas do Côa
R$89,00



ESGOTADO

Análise dos experts

Um vinho branco do Douro, de cor amarela pálida de onde surgem, segundo Dirceu, aromas de média intensidade que lembram frutas amarelas de caroço como maracujá, amêndoas. Para Manuel os aromas sugeridos são de frutos tropicais, alguns cítricos. Já Nuno detecta ameixa amarela, maçã verde e damasco, num processo interpretativo que só abona a complexidade deste vinho. Na boca, a concentração de frutas e a textura cremosa sustentada por maravilhoso frescor, surpreende Dirceu. Manuel reforça e classifica como excelente a presença refrescada na boca, efeito de uma acidez viva. Já Nuno realça a secura e a boa acidez que apresentada por este vinho. Dirceu resume: um vinho de uma região de clima quente que surpreende pelo frescor e elegância!

Harmonização

Por conta de seu caráter mineral e acídico, acompanha muito bem pratos de mesma personalidade, como um peixe em crosta de sal, escabeche de sardinhas, ceviches ou até massas com molhos cremosos e cítricos, que ganharão vida com a energia que este vinho tem!
- Maria Emília Atallah
*este vinho tem a qualidade de poder ser apreciado sozinho ou hamonizado.

Entrevista com o Enólogo

A Vinícola
Ficha Técnica
Vinho Vinhas do Côa
Tipo Branco
Safra 2018
Teor Alcoólico 12,5%
Volume 750ml
Perfil do Produtor
Vinícola 5 Bagos Sociedade Agrícola
Classificação D.O.C
País Portugal
Região Douro
Sub-região Douro Superior
Enólogo Carlos Magalhães
Fatos interessantes O vinhedo e a adega encontram-se dentro do Parque Arqueológico do Vale do Côa que constitui-se como o maior conjunto mundial de arte paleolítica ao ar livre com gravuras executadas há cerca de 25.000 anos. Este vinho pretende transmitir toda a tradição e sabedoria acumulada ao longo dos séculos de produção de vinho nesta região que é a mais antiga denominação de origem do mundo.
Mais notas do enólogo Aroma intenso e elegante de frutos tropicais com toque mineral. Na boca é um vinho elegante e fresco, com notas citrinas e com um final muito fresco e equilibrado. É um vinho muito gastronômico.
Viticultura
Castas Rabigato (70%) e Viosinho (30%)
Idade média das videiras 25 anos
Área da propriedade 19 hectares
Área de vinhedos 16,5 hectares
Single vineyard Não
Contribuição de cada casta para a personalidade do vinho A rabigato traz a frescura, o viosinho a estrutura e o volume de boca. Juntas, estas castas, nesta proporção, compõem o bouquet deste vinho.
Condições climáticas e seus efeitos sobra a safra O ano de 2018 foi de pluviosidade ligeiramente abaixo da média e o de 2017 um dos mais secos dos últimos 100 anos. Com dois anos consecutivos de pouca chuva, as videiras foram menos generosas quanto à quantidade produzida de uvas mas muito competentes na habilidade de produzir uvas de grande qualidade.
Fatos vitícolas interessantes O Douro é a maior região de vinhos de montanha do mundo. As vinhas estão plantadas com praticamente todas as exposições solares o que permite, nos anos mais quentes, selecionar as uvas das parcelas menos expostas e nos anos mais difícies, as uvas das parcelas mais arejadas. A altitude das vinhas varia dos 350 aos 450 metros acima do nível do mar. O Douro é por uma região de solos de xisto que são normalmente ácidos. Os nossos solos são altamente alcalinos, devido a uma veia de calcário que atravessa a propriedade. Alguns dos melhores vinhos brancos do mundo são oriundos deste tipo de solo, fator que, associado à exposição solar, foi determinante para a decisão de plantar branco nestas parcelas.
Rendimento 5.300 litros/hectare
Data da colheita 06/09/2018
Tipo de collheita Manual
Horário da colheita Diurno
Fatores condicionantes Todas as operações culturais são pensadas de forma a garantir a sustentabilidade do ecosistema. Por exemplo, em vez de utilizarmos herbicidas para controlar o crescimento de plantas indesejadas, utilizamos uma mistura de espécies vegetais selecionados. Esta prática, não só garante o equilíbrio natural e a biodiversidade, como tem algum efeito de concorrência com as vinhas, acentuando o lado qualitativo de ter uma produção mais baixa.
Vinificação
Amadurecimento Em tanques de aço inoxidável
Tamanho(s) de barril(is) utilizado(s) n/a
Nível de tosta dos barris n/a
Maturação em garrafas Sim, durante 6 meses
Tamanho das garrafas utilizados 750ml
Métodos de vinificação Fermentação com temperatura controlada e em inox para garantir a preservação da gama aromática e varietal.
Mais informações
Potencial de guarda 1 a 3 anos
Decantação Não é necessário.
Premiação e notas n/a

Outros Vinhos

  • Bridão Private Collection

    Arinto, Verdelho, Sauvignon Blanc e Chardonnay

    jovem, fresco e intenso

    TIPO

    Branco

    REGIÃO

    Tejo

    SAFRA

    2017

    R$88,00

    SAIBA +
  • Casa Cadaval Vinhas Velhas

    Trincadeira Preta

    único, complexo e elegante

    TIPO

    Tinto

    REGIÃO

    Tejo

    SAFRA

    2016

    R$159,00
  • Câmbio Blanc de Noir

    Tempranillo

    identidade, exuberância e amplitude

    TIPO

    Branco

    REGIÃO

    Tejo

    SAFRA

    2018

    R$116,00

    SAIBA +
  • Quinta da Giesta

    Touriga Nacional

    frutado, fresco e gastronômico

    TIPO

    Rosé

    REGIÃO

    Dão

    SAFRA

    2018

    R$98,00

    SAIBA +
  • Vinhas do Côa

    Rabigato e Viosinho

    fresco, mineral e versátil

    TIPO

    Branco

    REGIÃO

    Douro

    SAFRA

    2018

    R$89,00

    SAIBA +
  • Bridão Private Collection

    Touriga Nacional e Alicante Bouschet

    intenso, genuíno e autêntico

    TIPO

    Tinto

    REGIÃO

    Tejo

    SAFRA

    2016

    R$146,00

    SAIBA +
  • Fazedouro by Lagoalva

    Touriga Nacional e Touriga Franca

    intenso, profundo, elegante

    TIPO

    Tinto

    REGIÃO

    Douro

    SAFRA

    2015

    R$149,00

    SAIBA +
  • Palato do Côa

    Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz

    fresco, saboroso e guloso

    TIPO

    Tinto

    REGIÃO

    Douro

    SAFRA

    2014

    R$148,00

    SAIBA +